fbpx

Apple está a trabalhar em telemóveis dobráveis

IPhone Dobravel
Imagem ilustrativa

A Apple está a trabalhar em dois modelos de iPhone dobráveis, segundo um novo relatório do The Information.

O relatório assume que a empresa, criada pelo Steve Jobs, está a desenvolver “pelo menos dois” protótipos de iPhone que se dobram horizontalmente, à semelhança do dispositivo Galaxy Z Flip da Samsung.

Sobre quando estes dispositivos poderão chegar, o The Information afirma que não está nos planos de produção em massa da empresa para 2024 ou 2025, apenas é sabido que a solução chegará primeiro nos iPad.

A empresa quer criar um dispositivo dobrável que seja “tão fino quanto os modelos actuais do iPhone”, porém, o tamanho das baterias e os componentes do ecrã dificultam esta tarefa. De momento, a Apple já falou com “pelo menos um” fabricante na Ásia sobre a aquisição de peças para iPhones dobráveis de diferentes tamanhos, refere o The Information.

Ainda que a empresa esteja a criar um iPhone dobrável com ecrãs no exterior do dispositivo, o relatório assume que ainda há dificuldades do lado dos engenheiros com o design, uma vez que este pode partir-se facilmente.

No momento, o trabalho está a decorrer no iPad, que há muito se fala. A empresa está a estudar a possibilidade de desenvolver um tablet dobrável que tenha aproximadamente o mesmo tamanho de um iPad Mini.

Outras notícias:


Os engenheiros da Apple que estão a trabalhar no produto estão alegadamente a tentar reduzir o vinco que aparece no centro do ecrã e também querem desenvolver uma dobradiça que permita que o ecrã fique plano quando desdobrado.

Segundo um relatório do The Elec, a sugestão é que a Apple está a preparar um dispositivo de sete ou oito polegadas para 2026 ou 2027.

A Samsung, Huawei e a Motorola, são os principais fabricantes de smartphones do mundo e têm vindo a lançar ecrãs dobráveis há vários anos. 

Em 2023, a Motorola apresentou um protótipo de “ecrã adaptável”, que tem a capacidade de se transformar perfeitamente num telefone ou até numa pulseira inteligente. 

O dispositivo pode ser dobrado e contornado para se adaptar às necessidades específicas dos seus utilizadores. Com a sua flexibilidade pode ser completamente plano, semelhante à funcionalidade de um smartphone tradicional ou para uma utilização confortável sobre uma mesa.

Neste ano (2024), a Apple conseguiu pela primeira vez liderar as vendas de smartphones no mercado chinês. Os dados da IDC (International Data Corporation), revelam que a Apple conquistou 17,3% do mercado chinês de smartphones em 2023, a maior percentagem de qualquer empresa.

A marca manteve-se líder numa altura em que houve forte concorrência local, bem como das proibições impostas para a empresa norte-americana na sua actuação no mercado chinês. 

Fonte The Verge

Kabum_Digital_-_Revista_banner_para_o_site
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share