fbpx

Apple já não é líder no mercado de smartphones

Samsung S24
Modelos recentes do Samsung Galaxy

A empresa de pesquisa International Data Corporation (IDC) revelou que a Samsung Electronics ultrapassou a Apple como o principal fornecedor de smartphones, enquanto as empresas chinesas conquistaram uma posição mais importante no mercado mundial.

A Samsung torna-se líder mundial na venda de smartphones, com uma queda de 0,7%, para 60,1 milhões de unidades, superando a Apple que as vendas globais caíram 9,6% em relação ao ano anterior para 50,1 milhões de unidades. 

A participação de mercado da Apple caiu para 17,3%, de 20,7% há um ano, enquanto a da Samsung caiu para 20,8%, de 22,5%, numa pressão que se deve ao aumento das vendas das empresas chinesas Xiaomi e Transsion.

Segundo a IDC, o total de fornecimentos de smartphones expandiu-se pelo terceiro trimestre consecutivo, aumentando 7,8% em relação ao ano anterior para 289,4 milhões de unidades. 

Nesta maratona, a Xiaomi, destaca-se como o terceiro maior fornecedor de smartphones, com um aumento de vendas de quase 34% em relação ao ano anterior, para 40,8 milhões de unidades, enquanto os fornecimentos da Transsion aumentaram 85% para 28,5 milhões. 

A IDC declarou que o crescimento geral mostrou que a recuperação do mercado de smartphones “está bem encaminhada”, apesar das condições macroeconômicas desafiadoras, e destacou uma tendência de preços mais altos à medida que os consumidores optam por smartphones mais caros.

Outras notícias:


As classificações da Apple caíram depois de ter conquistado o primeiro lugar nas remessas globais no quarto trimestre de 2023.

A Apple tinha uma participação de mercado de 20,1%, à frente dos 19,4% da Samsung. O iPhone assumiu o primeiro lugar em 2023 com 234,6 milhões de unidades vendidas, ultrapassando as 226,6 milhões de unidades da Samsung.

Com a anterior conquista da liderança, a Apple havia retirado a Samsung do trono, o que não acontecia há mais de 10 anos, o que foi visto como mudança de poder no topo do maior mercado de electrônicos de consumo impulsionada por uma alta participação de mercado.

Ryan Reith, vice-presidente do grupo Worldwide Mobility and Consumer Device Trackers da IDC, afirmou que espera que a Apple e a Samsung “mantenham o seu domínio no segmento alto do mercado”. 

Para o vice-presidente, a ascensão das empresas chinesas significa que tanto a Samsung quanto a Apple teriam que procurar “áreas para expandir e diversificar”.

O ano passado foi difícil para o mercado dos smartphones, com destaque para China, com as vendas globais no país a caírem 5% em relação aos níveis de 2022.

A nível mundial, em 2023, as vendas de smartphones caíram 3,2%, para 1,17 bilhão de unidades em 2023, em resultado de uma possível recuperação da indústria após um período lento de vendas.

Fonte Investopedia

Revista Kabum Digital Banner
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share