fbpx

Apple substituirá o homem por robôs na produção do iPhone

Apple iPhone
Robô com logo da iPhone

De forma a aumentar a eficiência e reduzir a dependência do trabalho humano, está nos planos da Apple automatizar metade de sua força de trabalho de montagem do iPhone até 2030.

A informação é avançada por um relatório do The Information, que indica que a empresa liderada pelo Tim Cook, irá ampliar a automatização do processo de produção do iPhone. 

Trata-se de uma mudança que se alinha com a nova tendência da indústria de tecnologia de incorporar robótica avançada e Inteligência Artificial nos processos de fabricação. 

O relatório explica que a empresa instruiu os gerentes a “reduzir o número de trabalhadores nas linhas de montagem final do iPhone em até 50% nos próximos anos”.

A decisão foi tomada pelo vice-presidente sênior de operações da Apple, Sabih Khan, em resposta aos violentos confrontos que se verificaram entre trabalhadores do iPhone e autoridades policiais na fábrica de montagem da Foxconn, em novembro de 2022.

A automatização da produção do iPhone pode, por vezes, custar centenas de milhões de dólares por ano, e o plano da Apple, junto dos parceiros de fabricação, é a realização do investimento inicial em diferentes fases.

Dados publicados pela Apple em relatórios anuais da rede de fornecimento indicam que “o número total de funcionários monitorizados nos seus parceiros de fabrico para cumprimento das horas de trabalho” diminuiu de 1,6 milhões em 2022 para 1,4 milhões em 2023.

O relatório refere que a automatização já está expressa numa “quantidade significativa”, tendo ocorrido na montagem final do iPhone 15.

Outras notícias:


Em 2023, foram automatizadas partes da montagem do iPhone, como é o caso de máquinas que instalam suportes metálicos e placas de circuito impresso flexível em componentes sem ajuda humana.

No caso do iPhone 16, a ser lançado ainda neste ano, inicialmente, a Apple tinha planeado automatizar o processo de instalação dos botões do iPhone e de outros componentes. No entanto, os planos foram cancelados devido à elevada taxa de defeitos.

O sucesso na automatização de algumas partes da montagem do iPhone resultou na eliminação de postos de trabalho para milhares de trabalhadores na China. Em alguns processos, o número de funcionários foi reduzido em 30%.

Actualmente, mais de um milhão de pessoas estão envolvidas na fabricação de novos iPhones. Apesar dos potenciais benefícios operacionais com a automatização, essa mudança tem suscitado preocupações sobre seu impacto socioeconômico nos trabalhadores da linha de montagem.

Fonte Imore The Information

Kabum_Digital_-_Revista_banner_para_o_site
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share