fbpx

Facebook começa a pagar criadores de conteúdos na Nigéria

Facebook_Criadores de Conteúdo
Facebook

Os criadores de conteúdos na Nigéria e no Gana já podem rentabilizar as suas publicações desde 1 de julho de 2024 nas redes sociais da Meta (Instagram e Facebook).

A informação foi avançada pela empresa Meta, responsável pelas redes sociais Instagram e Facebook, que fez saber que os recursos de monetização incluem anúncios em fluxo contínuo no Facebook e anúncios do Facebook no Reels.

A expansão da Meta tem como objectivo capacitar os criadores de conteúdo e impulsionar a indústria criativa na Nigéria e no Gana, onde, igual a vários países de África, a única forma de ganhar dinheiro nas redes sociais seja através de contrato com marcas.

“Os criadores elegíveis na Nigéria e no Gana poderão ganhar dinheiro com os seus conteúdos de vídeo, com suporte em mais de 30 idiomas a nível mundial”,

afirmou a empresa em comunicado citado pelo site Nairametrics.

Os criadores de conteúdos poderão ganhar dinheiro através das novas funcionalidades de monetização, podendo os In-stream Ads ser reproduzidos antes, durante ou depois de vídeos, quer se trate de conteúdos pré-gravados ou da publicação de uma gravação de transmissão ao vivo.

Para utilizar um dos produtos de monetização, os criadores devem cumprir com as Políticas de Monetização de Parceiros e as Políticas de Monetização de Conteúdos do Facebook, e têm de ter pelo menos 18 anos de idade.

A plataforma fez saber também que os Ads on Facebook Reels irão integrar-se aos Reels originais, permitindo que os criadores sejam pagos com base no desempenho dos seus Reels originais.

Na sequência, a Meta também listou os tipos de anúncios In-stream, incluindo anúncios Pre-roll, Mid-roll, anúncios de imagem e Post-roll.

“Os tipos de anúncios In-stream incluem anúncios Pre-roll (que são reproduzidos antes do início de um vídeo), Mid-roll (que são reproduzidos durante os vídeos), anúncios de imagem (que são apresentados por baixo do conteúdo) e Post-roll (que aparecem no final dos vídeos)”,

explicou a empresa.

Outras notícias que pode gostar: 


Para os anúncios In-stream, os criadores têm de cumprir determinados requisitos de elegibilidade, como ter um mínimo de 5.000 seguidores.

No ano passado, a solução de pagamento aos produtores de conteúdo chegou, a nível do continente africano, ao Quénia, numa expansão das oportunidades de monetização e permitindo que mais criadores ganhem a vida fazendo o que amam.

A introdução dos novos países é resultado da forma incrível como os criadores africanos utilizam o Facebook para contar as suas histórias, ligar-se aos outros e unir as pessoas, segundo informou Moon Baz, líder de parcerias globais da Meta para África, Médio Oriente e Turquia (AMET).

“Esta expansão irá permitir que os criadores elegíveis da vibrante indústria criativa da Nigéria e do Gana ganhem dinheiro, ao mesmo tempo que eleva a fasquia da criatividade em todo o mundo e torna a família de aplicações da Meta o balcão único para todos os criadores”,

explicou.

Nigéria e Gana juntam-se ao Egito, África do Sul e Quénia como os países do continente que fazem parte do programa Facebook Creator, sendo uma das semelhanças entre as contas o maior número de utilizadores dos produtos da Meta, critério-chave para a eleição ao programa de monetização.

Fonte Nairametrics Africa Business Insider

Kabum_Digital_-_Revista_banner_para_o_site
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share