Golpista do Tinder: aplicativo passa a verificar histórico criminal

O Tinder irá lançar, nos próximos dias, recurso para que os utilizadores verifiquem o histórico criminal dos possíveis pretendentes com objectivo de garantir mais segurança durante a busca por pretendentes na aplicação.

A nova funcionalidade, apelidada “Background Check” é apresentada depois do lançamento do documentário “O Golpista do Tinder”, um original da Netflix, assistida por mais de 45 milhões de horas, que conta a história de Simon Hayut, um golpista que usou a ferramenta de encontros para roubar quantias milionárias de suas vítimas.

Na primeira fase, o recurso está disponível apenas nos Estados Unidos, com previsão de breve chegar a outros países. Cada utilizador terá direito a dois ‘background checks’ gratuitos, e para os próximos terá que pagar 2,50 dólares.

O desenvolvimento resultou de uma parceria entre a empresa detentora da app, Match Group, e a Garbo, uma organização sem fins lucrativos que permite verificar os antecedentes criminais de indivíduos com mais de 18 anos nos EUA com foco na consciencialização e prevenção da violência com base no género.

Tinder é uma aplicação multiplataforma de localização de pessoas para relacionamentos online, cruzando informações do Facebook e do Spotify para localizar as pessoas próximas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share