fbpx

Moçambicano cria plataforma para designers africanos

Guidione Machava
Guidione Machava, empreendedor moçambicano

Africans Who Design, é este o nome da nova proposta de Guidione Machava, empreendedor moçambicano para a promoção do talento africano na área de Design.

A iniciativa sai sob a chancela da escola de design World Class Designer com vista servir de “um farol de inspiração e celebração da rica diversidade e criatividade da comunidade de design africana”.

“Dedicamo-nos a descobrir e a elevar os designers africanos de classe mundial, mostrando os seus talentos únicos e as suas contribuições para o panorama global do design”,

lê-se na descrição do projecto. 

A plataforma já conta com mais uma seleção de profissionais que tem como critérios uma análise para  os que demonstrem uma capacidade e criatividade excepcionais, e que tem uma alta e profunda paixão pelo design. 

Com  este processo, acredita-se que seja garantida que a plataforma seja um reflexo dos mais elevados padrões de excelência em design, apresentando apenas os profissionais mais talentosos da área no continente africano.

Outras notícias:


Tornar-se na plataforma de excelência no design, é esta uma das metas e cumprir significa que assim seja necessário o rigoroso processo de seleção que se aplica na seleção de novos talentos para destacar apenas os profissionais mais talentosos da área.

Africans Who Design

Com mais de 100 profissionais já presentes, de diferentes cantos do continente, que actuam em diferentes áreas do design, como é o caso UX/UI Design, Design gráfico, Ilustração, Design de Conteúdos, Direção Criativa e muitas outras áreas.

Africans Who Design entra na lista de várias iniciativas que têm sido lançadas pelo Guidione Machava para dar a conhecer o mundo, o melhor que há em África quando se trata de design e tecnologia.

Há três anos, lançou a Baoba Hub, um centro de inovação e excelência educacional em tecnologias digitais, que tem vindo a formar jovens moçambicanos nas áreas de UX e UI Design. 

Fora a presença em Moçambique, a instituição expandiu, neste ano, para países como Nigéria, Quênia e Brasil, oferecendo formações especializadas nas áreas mencionadas.

Visitar a Plataforma

Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share