fbpx

Moçambicano sagra-se vencedor de hackathon em Marrocos

Toivo Samuel Mabote
Toivo Samuel Mabote

Toivo Samuel Mabote, membro da Associação Moçambicana de Astronomia (AMAS) participou do AFAS Hackathon 2024 que decorreu em Marrocos tendo feito parte do grupo vencedor. 

A iniciativa acontece na busca pela evolução na divulgação e uso da ciência dos dados e das competências de desenvolvimento, recorrendo a  diversas técnicas de Machine learning para resolver problemas do dia a dia numa imersão de 48 horas.

“Desenvolver competências no domínio da ciência dos dados a partir da ciência e utilizar essas competências para enfrentar os desafios do desenvolvimento”,

lê-se no site oficial.

Toivo Mabote chega a este hackathon após a participação na quarta conferência anual da Sociedade Africana de Astronomia (African Astronomical Society-AFAS), realizada em Marrakesh, Marrocos, no mês de Abril, onde durante os últimos dias do evento, soube da realização do mesmo e decidiu participar ainda que tivesse planeado o seu regresso para Moçambique. 

“Foi uma experiência desafiadora e enriquecedora. Estar em um ambiente tão diversificado, com pessoas de diferentes culturas e formações, foi uma oportunidade única”,

conta em entrevista.

O grupo era composto por mais três membros de países diferentes (Senegal, Quênia, Marrocos), com formações em áreas distintas como Engenharia Electrónica, Eléctrica, Desenvolvimento web, e ele com formação em Astrofísica.

Durante a participação, onde liderou a equipa, revela que se conseguiu unir  habilidades técnicas e científicas para desenvolver uma solução inovadora que lhes possibilitou o pódio na competição.

Outras notícias:


Para o grupo a conquista foi resultado da capacidade de conciliar a ciência e a técnica, sendo que enquanto outros grupos estavam focados apenas em desenvolver modelos de machine learning potentes, eles priorizaram a construção de uma solução cientificamente consistente.

Além disso, o jovem destaca a habilidade em trabalhar sob pressão e determinação em alcançar um objectivo comum para o destaque entre os demais competidores.

“Ao unirmos nossas habilidades e conhecimentos, conseguimos criar uma solução com boa acurácia e cientificamente funcional, o que nos garantiu a vitória no hackathon”,

revelou. 

Desta participação, Toivo aprendeu que “mesmo em situações desafiadoras, é possível alcançar excelentes resultados quando há colaboração e comprometimento entre os membros da equipe”, conta, reafirmando a importância do trabalho em equipe para o sucesso de projetos complexos.

Hack4dev é um projecto fruto da colaboração entre o Inter-University Institute for Data Intensive Astronomy (IDIA), DARA Big Data financiado pelo Newton Fund do Reino Unido, o South African Radio Astronomy Observatory (SARAO) em representação do Departamento de Ciência e Inovação da África do Sul e o Gabinete de Astronomia para o Desenvolvimento (OAD) da União Astronómica Internacional.

Revista Kabum Digital Banner
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share