fbpx

Serviço de compra de energia estará indisponível a partir de hoje

EDM
Contador de energia da Electricidade de Moçambique

Com vista à migração de dados dos clientes do sistema antigo para o novo, o serviço CREDELEC estará indisponível a partir das 21 horas de segunda-feira, 29 de abril, até às 10 horas do dia seguinte (30) do mês em curso.

A ampliação e modernização das infra-estruturas técnicas que suportam o Sistema de Venda de Energia Pré-Pago, conhecido por “CREDELEC” estão enquadradas na estratégia de digitalização em curso na empresa, iniciada em 2018.

Com esta solução, a empresa espera permitir uma maior fluidez e flexibilidade do processo de venda de energia, contribuindo para satisfazer, em tempo real, as necessidades dos clientes.

Face a esta indisponibilidade, a empresa Electricidade de Moçambique (EDM) recomenda a todos os clientes que façam a compra de energia antecipadamente nas lojas da empresa, através das plataformas digitais ou nos revendedores credenciados.

A modernização do sistema de compra de energia por parte da Electricidade de Moçambique teve também, o seu marco no ano passado, onde a instituição introduziu um novo tipo de contadores credelec que se diz serem capazes de prevenir situações de fraude e roubo de energia.

O equipamento está dividido em duas peças, o contador “real”, que recebe e transmite a energia a partir do poste, que só pode ser mexido por técnicos da empresa, e o “display”, que fica dentro da casa do cliente e serve apenas para introduzir o código de recarga.

Outras notícias:


Os dois dispositivos têm uma ligação por internet sem fio (wireless) e funcionam em simultâneo. A montagem de novos contadores, para além de buscar evitar fraudes e os roubos que a empresa tem sofrido, reside também no facto de os antigos terem atingido a sua “idade média”, que varia de 10 a 15 anos, e os novos têm um prazo de mais de 20 anos.

“Na verdade, não trocamos o contador, a EDM investiu numa nova tecnologia de contagem que impossibilita aos consumidores de efetuarem fraudes por violação”,  

explicou Luís Amado, porta-voz da EDM na altura, em citação pelo Jornal Notícias.

Dificuldades no recarregamento

No início desta montagem, o novo sistema gerou dificuldades na compra online de energia, caracterizado por falhas frequentes durante o processo de obtenção online de recargas para corrente eléctrica. 

A  situação obrigou os clientes a recorrerem aos postos físicos de venda, como também obriga a Eletricidade de Moçambique (EDM) manter as lojas abertas ao público por muito tempo.

Para a resolução da situação, a EDM teve que reiniciar os sistemas como solução imediata, o que acabou causando falhas no funcionamento do sistema até à sua resolução.

Revista Kabum Digital Banner
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share