fbpx

Spotify inicia limitação no acesso às letras musicais para contas gratuitas

Spotify
Smartphone no Spotify apresentando letra de uma música

Numa ação vista como estratégia para ter mais utilizadores a pagarem pela plataforma, o Spotify está a tornar o acesso às letras das músicas limitadas para o caso de contas gratuitas em algumas regiões.

A notícia sobre possível necessidade de ter que ser utilizador pago do Spotify para aceder à letra das suas músicas favoritas vem desde o ano passado, porém, voltou a ganhar destaque na sequência de vários relatórios que citam mensagens frustradas de utilizadores para acesso às letras. 

A empresa ainda não assumiu o avanço silencioso, informando apenas ao site Techcrunch que as funcionalidades do Spotify podem variar ao longo do tempo, entre mercados e dispositivos.

Até então, não se sabe quando chegará em Moçambique esta actualização e não há registo de reclamações, no entanto, caso a actualização chegue, caso queira ter acesso às letras, teria que pagar 200 meticais que é o custo de subscrição do plano normal do Spotify. 

É importante estar preparado, pois as indicações vêm desde ano passado quando a empresa bloqueou as letras das músicas para utilizadores não assinantes. Os utilizadores gratuitos que tentassem aceder à funcionalidade veriam uma mensagem que dizia: Desfrute das letras no Spotify Premium.

Na altura, as alterações eram “apenas um teste” que estava a decorrer com um número limitado de utilizadores. No entanto, agora já não se refere às alterações como um teste, embora não seja claro porque não documentaria o acesso às letras como sendo um recurso premium em algum lugar em seu site.

Outras notícias:


De acordo com o Techcrunch, a empresa pode ainda estar a testar o limite mensal das letras para as contas gratuitas. Nos relatórios, os utilizadores gratuitos afirmam ter visto mensagens que lhes dizem que sempre que tocam em “Mostrar letras”, isso conta para o novo limite.

O Spotify atingiu mais de 600 milhões de utilizadores activos mensais no seu último trimestre, acima das estimativas, e os subscritores pagos atingiram mais de 236 milhões, o que representa um crescimento de 15% em relação ao ano anterior. 

No entanto, as receitas trimestrais não corresponderam às expectativas dos analistas, que apontavam para 3,72 mil milhões de euros, tendo ficado pelos 3,67 mil milhões (3,94 mil milhões de dólares).

Em Moçambique, em termos de plataformas de streaming, o Spotify está em primeiro lugar, como a mais preferida pelos utilizadores dos serviços de música online.

Os resultados foram obtidos através de um inquérito da Kabum Digital nas suas redes sociais (Instagram, Linkedin e Facebook) para determinar a preferência dos moçambicanos em relação às plataformas de streaming musical. 

Os utilizadores destacam como vantagens a diversidade musical, o excelente algoritmo de embaralhamento e a capacidade inteligente de sugestão de músicas que se alinham com as preferências dos utilizadores foram as mais mencionadas.

Fonte The Verge Techcrunch

Revista Kabum Digital Banner
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share