fbpx

Wendy Okolo: uma nigeriana na NASA

Wendy Okolo

Wendy Okolo é nome da nigeriana e engenheira aeroespacial que está na NASA (Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço na tradução da sigla para o português) há 7 anos, e por sinal, a primeira mulher negra a obter um doutoramento no área pela Universidade de Texas.

Descreve-se como engenheira de pesquisa aeroespacial com interesse em sistemas inteligentes, mecânica de voo, Guidance, Navigation and Control (Guia, Navegação e Controle em português)  para aplicações aeroespaciais. 

Wendy Okolo alcançou este sucesso aos 26 anos de idade. Obteve o seu B.S (Bacharelado em Ciências) e Doutoramento em 2010 e 2015. Completou a sua pesquisa de dissertação com enfoque nos métodos de economia de combustível de aeronaves. A sua investigação foi financiada por várias organizações, incluindo o Air Force Office of Scientific Research (AFOSR), American Institute for Aeronautics & Astronautics (AIAA) e Texas Space Grant Consortium (TSGC).

Após completar os seus estudos de pós-graduação, trabalhou como investigadora de Verão na Base de Wright-Patterson da Força Aérea na Secção de Concepção e Análise de Controlo no Laboratório de Investigação da Força Aérea. Enquanto lá esteve, Okolo pilotou um dos aviões tripulados mais rápidos do mundo.

De acordo com o seu perfil no website da organização (NASA), Okolo trabalha como gestora de programas de ênfase especial no Ames Research Center e é engenheira de investigação na Área de Tecnologia de Saúde de Descoberta e Sistemas (DaSH). O seu papel inclui a investigação de aplicações de sistemas de controlo, monitorização da saúde dos sistemas e criação de soluções para questões relacionadas com a concepção de aeronaves e naves espaciais. 

Wendy brilhou no seu programa de graduação e, no final, obteve o grau de Bacharel em Aeroespacial, Engenharia Aeronáutica e Astronáutica. Prosseguiu a sua inscrição num programa de doutoramento na Universidade do Texas.

Com muito esforço e dedicação, a primeira negra com doutorado em engenharia espacial conquistou muitos prêmios e honrarias. Além de ser a vencedora do prêmio “Black Engineer of the Year Awards (BEYA) Global Competitiveness Conference”, ela também recebeu bolsas de estudo prestigiosas, como a Amelia Earhart em 2012 e a Bolsa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Defesa Nacional em 2012. 

A engenheira também foi premiada com o Prêmio de Pós-Graduação AIAA John Leland Atwood em 2013, o Women in Aerospace em 2019 por sua Iniciativa, Inspiração e Impacto, e o NASA Ames Early Career Researcher em 2019. Em reconhecimento ao seu trabalho incansável, ela também recebeu o Prêmio de Pós-Graduação da Universidade do Texas em Arlington em 2019.

Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share