fbpx

WhatsApp permite agora fixar até três mensagens na conversa

WhatsApp
Ilustração de uma conversa com mensagem afixada

Agora, os utilizadores do WhatsApp podem fixar até três mensagens diferentes em uma mesma conversa. A novidade foi anunciada oficialmente na quinta-feira (21 de Março) e promete mais opções para destacar conteúdos importantes em uma conversa individual ou em grupos.

A funcionalidade foi anunciada pelo CEO da Meta, Mark Zuckerberg, e pelo diretor do WhatsApp, Will Cathcart, nos respectivos canais do WhatsApp. 

Os utilizadores podem fixar todos os tipos de mensagens, incluindo texto, imagens e sondagens, como forma de obter rapidamente informações como a morada de um amigo ou o local do passeio que planeou com o seu grupo.

O uso da aplicação acontece quando o utilizador mantém premida uma mensagem e selecciona “Fixar” no local. O utilizador pode selecionar a duração da mensagem (24 horas, 7 dias,opção predefinida, e 30 dias) para que esta permaneça fixada. 

O aplicativo de bate-papo lançou pela primeira vez a capacidade de fixar uma mensagem em conversas individuais e em grupo em dezembro passado.

Antes desta actualização, os utilizadores podiam fixar apenas uma mensagem no topo de uma conversa com um contacto ou um grupo, seja  uma sondagem, uma imagem ou mesmo um vídeo.

Dentre as novidades que se espera para este ano, o aplicativo planeia permitir que os utilizadores possam enviar uma mensagem para o WhatsApp a partir de outro serviço ou aplicativo.

A mudança poderá estar incorporada nas alterações significativas para cumprir a Lei dos Mercados Digitais (DMA) da União Europeia que entrou em vigor a 7 de março de 2024 com o objetivo de promover a concorrência leal e proteger os direitos das empresas e dos consumidores.

A mudança para a interoperabilidade iniciará com a inclusão de mensagens de texto, imagens, mensagens de voz, vídeos e ficheiros enviados de uma pessoa para outra. 

Outras notícias:


Com isto, será possível  aos utilizadores conversar com pessoas no WhatsApp através de aplicações de terceiros, como o iMessage, Telegram, Google Messages e Signal, e vice-versa.

Para o avanço neste sentido, o WhatsApp propõe que os serviços de mensagens com os quais se liga utilizem o mesmo Protocolo de Sinal para encriptar as mensagens. A empresa está aberta a aplicações que utilizem protocolos de encriptação alternativos, desde que as empresas possam provar que “atingem os padrões de segurança que o WhatsApp descreve nas suas orientações”. 

A adesão a esta solução por parte do WhatsApp resulta por este ser visto como um “guardião digital” sob a Lei de Mercados Digitais. Isso significa que ele deve seguir um conjunto de regras destinadas a promover a concorrência entre diferentes serviços digitais. 

No ano passado, após dois anos da introdução da funcionalidade “visualização única” para fotografias e vídeos, a aplicação anunciou oficialmente a possibilidade de enviar mensagens de voz que desaparecem depois de o destinatário as ter ouvido.

Fonte Techcrunch The Verge

Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share