Como funciona o streaming de música?

Streaming de música

O Download, termo utilizado para referir acção de transferir dados de um computador remoto para um computador ou dispositivo local, com destaque para músicas, imagens, games, vem perdendo espaço para uma nova funcionalidade designada Streaming.

Streaming é a evolução do processo anteriormente definido, dando a possibilidade de transmissão e consumo de conteúdo online sem a necessidade de baixar. O conteúdo é acessado pelo utilizador de forma online através de plataformas que o hospedam sem este ocupar espaço no dispositivo a ser utilizado.

No caso do streaming musical, o processo compreende a disponibilização, por parte da agência ou artista, dos seus trabalhos nas plataformas para o acesso ao público e mediante isso, a cada reprodução feita é pago um dado valor, processo chamado por monetização.

Dentre as plataformas, está em primeiro lugar o Spotify, que agrega álbuns musicais e podcasts que são acessíveis de forma paga ou gratuita, contando actualmente com mais de 400 milhões de utilizadores activos.

Dentre os benefícios, para o público, está o conforto em poder acessar, através da criação de uma conta, uma lista de conteúdo de forma gratuita ou paga que seria mais difícil e exaustivo de obter, seja pelos direitos autorais, insuficiência de espaço no dispositivo, internet ou custos da compra das versões físicas.

Ainda que se utilize a conta paga, o streaming supera os custos que seriam no caso da aquisição de cada trabalho discográfico. Só para se ter ideia, no caso do Spotify, por exemplo, a conta Premium (paga) custa mensalmente 3,16 dólares, algo igual a 202 meticais, que possibilita a um imenso conteúdo sem limitações.

Para além do Spotify, a lista das plataformas digitais é composta pelo Deezer, Apple Music, SoundCloud, todos podendo ser baixados gratuitamente para o seu uso na Play Store e App Store.

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
14
Share