A maior operadora de telefonia móvel de África

A MTN, multinacional sul-africana de telecomunicações, é a maior operadora de telefonia móvel da África.

Dentre os pontos que colocam a plataforma à frente de outras operadoras africanas está a sua presença como membro do IOT World Alliance, sendo a primeira ao nível do continente.

Na essência trata-se de uma colaboração de operadoras de redes móveis que visam adoptar e administrar um negócio globalmente conectado por meio de decisões de negócios bem executadas e inteligentes.

Ao nível mundial, enfrenta-se uma infinidade de dificuldades na implementação de dispositivos conectados e, a IoT World Alliance nasce com o objectivo de eliminar a complexidade associada às implantações mundiais de dispositivos conectados.

Neste caso, a participação da MTN, enquanto membro, significa a existência de um porta-voz na colocação e entendimento das melhores soluções de conectividade para o público, com especial atenção aos africanos.

Actualmente, é liderada pelo Ralph Mupita, como CEO, e a sua presença faz-se sentir em países africanos como África do Sul, Botswana, Uganda, Ruanda, Sudão do Sul, Suazilândia, Zâmbia, Benin, Camarões, República do Congo, Costa do Marfim, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Nigéria; e no continente asiático em Afeganistão, Irã, Sudão, Síria, Iêmen.

A empresa é também pioneira, em África, na entrada ao Metaverso com a compra de 144 terrenos no primeiro metaverso da África do Sul, Áfricarare, de uma ambição em proporcionar novas experiências aos clientes, sendo um alinhamento com a evolução que a empresa de telecomunicações busca alcançar.

“É exactamente nisso que se baseia a nossa estratégia Ambition 2025-alavancar tendências que amplificam as experiências digitais e o engajamento do consumidor”.

Bernice Samuels, Executiva de Marketing do MTN, em comunicado.

Em dezembro de 2020, a MTN registrou 280 milhões de assinantes, tornando-se a 8ª maior operadora de rede móvel do mundo e a maior da África. Activo em mais de 20 países, um terço da receita da empresa vem da Nigéria, onde detém cerca de 35% de participação de mercado.

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
7
Share