Boston Dynamics e seus robôs super inteligentes

Boston Dynamics e seus robôs super inteligentes

“Mudar a sua ideia do que os robôs podem fazer”, é deste jeito que a Boston Dynamics define-se em alusão aos seus robôs super inteligentes.

Fundada há mais de 30 anos pelo engenheiro Mark Raibert, Boston Dynamics vem se destacando no sector pela concepção única de robôs muito ágeis, flexíveis com autoequilíbrio e inteligência artificial avançada.

A apresentação da aventura iniciou em 2004 com a divulgação do Big-Dog, robô que se destacou pela capacidade de manter-se firme em locais inclinados ou com obstáculos à volta, carregar até 155 kg e andar 6km por hora.A concepção esteve ligada para ajudar os soldados no transporte de cargas em missões de guerra.

Depois deste foram apresentados mais modelos como LittleDog, PETMAN, LS3, seguindo como lançamentos em destaque o Atlas robô capaz de andar, correr e saltar complementamente sozinho, e o SpotMini, criado para ser espécie de cão robô, totalmente autônomo, com capacidade de subir escadas.

Dentre outras habilidades está a abertura de portas e aguardar com que o outro robô entre, controle da situação em casos de impedimento por parte humana, estando disponíveis para a venda.

A venda dos modelos citados no último parágrafo foi anunciada em 2019 e segundo a empresa, estará, concretamente, à venda, para empresas interessadas, e é a quantia para aquisição equivalente a de um carro.

Mesmo com a origem da empresa baseada em ajudar em missões militares através das suas soluções, o desenvolvimento de novos robôs não tem como missão ajudar neste sentido, colocando como meta a apresentação de soluções que no final ajudem o mundo.

Já nos finais do ano passado, a empresa anunciou que o cão robótico, Spot Enterprise, está a tornar-se mais auto-suficiente. Robô que apresentar um suporte de carregamento para recarregar as suas baterias sem qualquer interacção humana, com um novo sistema de controlo baseado em navegador que oferece simplicidades para comandar o Spot através da Internet, bem como um novo braço robótico para ajudar o robô a agarrar, levantar, carregar, colocar e arrastar objectos.

O novo modelo, olhando para a capacidade de carregamento, tem a capacidade de poder viver num local remoto com uma estação em que possa prover um carregar “indefinidamente”. 

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
1
Share