fbpx

China proíbe o uso de Criptomoedas

O Banco Popular da China anunciou na sexta-feira (24/09) que todas as transações relacionadas à criptomoeda no país passam a ser ilegais.

A repressão coloca fora do mercado moedas como bitcoin e ether que em comunicado o banco considerou que “não são legais, não devem e não podem ser usadas como moeda no mercado”.

Em análise, o banco central disse que o exagero no uso da criptografia fez cessar a ordem financeira na China e deu espaço para fraudes, jogos de azar, lavagem de dinheiro e esquemas de pirâmide.

O acto de proibição data desde 2013, porém, os operadores chineses encontraram portas abertas para o uso das moedas virtuais através de plataformas estrangeiras, e com o novo comunicado passaram a ser proibidas as bolsas estrangeiras de fornecer os serviços aos residentes chineses.

A medida já começou a levantar posicionamentos por parte de investidores no ramo, caso do fundador da Tesla, Elon Musk, que olhou a acção motivada pela preocupação do partido comunista em tecnologia minar seu poder.

“Suponho que a criptografia tem como objetivo fundamental reduzir o poder do governo centralizado e eles não gostam disso, é o meu palpite.”,

Lê-se na citação do Insider ao pronunciamento do Musk durante uma entrevista no palco da Code Conference em Los Angeles.

Criptomoeda é um tipo de moeda virtual ou digital que utiliza a tecnologia de blockchain e da criptografia para assegurar a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda e não emitida por nenhum governo (como é o caso do metical ou do dólar).

Revista Kabum Digital Banner
Artigos relacionados

Subscreva-se à nossa newsletter. Fique por dentro da tecnologia!

Total
0
Share